quarta-feira, 23 de março de 2011

Doação: um ato ecológico!

Sabe aquelas roupas que você tem no armário e nunca usa? E aquela pilha de livros que está na prateleira acumulando poeira? Passá-los adiante pode ser uma ótima ideia para você, para quem recebe e para o meio ambiente. Afinal, lixo deixará de ser produzido e uma pessoa necessitada fará proveito de algo que estava inutilizado. 
Doar exige desapego, altruísmo. Definitivamente, não combina nem rima com materialismo. E se você não tem nenhum objeto para dar a alguém, por que não doar o intangível? Sabe quando andamos pela rua e um desconhecido lhe sorri? Isso gera empatia: você retribui e pode ter certeza, fica mais feliz!
O trabalho voluntário também é um tipo de doação. Tudo bem, você pode dizer que não tem tempo para assumir um compromisso. Mas voluntariado não precisa ser fixo. Que tal ajudar na criação de uma horta na escola do bairro? Ou ensinar alguém a ler e escrever? Ou ainda multiplicar o conhecimento sobre seu assunto preferido com pessoas que jamais teriam acesso a esse tipo de conteúdo?
Um estudo sobre voluntariado feito com 2700 pessoas pela universidade de Harvard nos Estados Unidos, durante dez anos, mostra que a prática, além de ajudar a sociedade, contribui para a saúde do coração e faz bem para o sistema imunológico dos voluntários. Mais um argumento: outra pesquisa da mesma universidade publicada na revista Science em 2010 mostra que em quase 50% do tempo que passamos acordados, nossa mente está divagando. Resultado: infelicidade. O que acha de minimizar esse índice?
As maneiras de doar(-se) são múltiplas, você pode optar por aquilo com que mais se identifica e fazer a diferença. Tenha certeza: pequenas ações são capazes de transformar a coletividade e trazer resultados surpreendentes!

0 comentários:

Postar um comentário