sexta-feira, 18 de março de 2011

Qual a sua relação com o lixo?


Peri Pane

Falar sobre consumo (tratando-se do consumo na acepção comprar) e, por consequência, sobre o lixo parece redundante. E talvez até seja. Mas repensar a maneira como lidamos com ele é crucial para equacionar a responsabilidade sobre o que consumimos e os resíduos (ou por que não recursos?) que delegamos ao poder público. Sim, pois realmente é muito mais fácil ir ao supermercado e ao shopping, comprar tudo o que não tem utilidade ou necessidade e depois descartar as embalagens e afins em um saquinho que será recolhido pela prefeitura e percorrerá um caminho ignorado pela maior parte da população. Por isso, ainda que possa soar como clichê, seguem aqui algumas dicas para melhorar sua pegada ecológica e sua relação com o meio!

- Antes de sair de casa, faça uma lista do que realmente precisa comprar. Seja sincero, reveja princípios e seja partidário da ética ambiental!
- Sempre deixe sacolas retornáveis na bolsa. Você sabe: se estiver sem elas, fatalmente usará as de plástico! Outra opção é utilizar as caixas de papelão disponíveis do supermercado para acondicionar suas compras.
- Opte por produtos naturais (e, de preferência, orgânicos): a quantidade de embalagens será menor e o impacto ambiental, também. Lembre-se: às vezes, produtos industrializados possuem mais de uma embalagem, sem contar os seus insumos...
- Dê preferência a produtos reutilizáveis. O uso de descartáveis gera uma quantidade de lixo desnecessária. Não deixe que pela comodidade, a natureza e você paguem um preço bem mais alto!
Homem Refluxo
- Se você tiver pouco espaço e disposição, pode fazer minihortas verticais. Caso você tenha um espaço maior com terra disponível, a horta mandala é uma boa opção.
- Evite o desperdício: cascas de vários alimentos podem virar farinhas nutritivas, sucos e receitas surpreendentes. Além disso, use a criatividade para reaproveitar embalagens e customizar roupas!
- Composte o lixo orgânico!
- Separe o que é reciclável. Não há coleta seletiva na sua cidade? Procure a cooperativa de reciclagem do seu bairro ou ainda algum trabalhador autônomo. Não custa nada fazer um esforço pelo planeta!
- E o óleo de cozinha? O destino não deve ser a pia da cozinha. Uma das formas mais conhecidas para reaproveitá-lo é fazer sabão caseiro. Contudo, hoje em dia há algumas cooperativas e empresas que o recolhem para transformá-lo em biodiesel.

Este não pretende ser um manual, mas apenas algumas maneiras para reduzir o seu impacto ambiental. Ah, não deixe de explorar os links que estão em destaque no meio da postagem: eles fornecem sugestões preciosas para quem quer adotar um estilo de vida ecologicamente responsável! Acima de tudo, tenha consciência de que cada ação terá uma reação. Cabe a você escolher se ela será positiva ou negativa!

0 comentários:

Postar um comentário